Deus Pai01 - FamíliaJMJ 25Mar2021

Iniciado como VivaJesusBr, em: 15/01/2002
Vivaldo Armelin Júnior
Nova denominação: 25/01/2021
FamíliaJMJ (Jesus, Maria e José)
Ir para o conteúdo

Deus Pai01

• Santíssima Trindade

Texto de:
Vivaldo Armelin Júnior

Índice
(Em ordem de lançamento)
O que Deus quer? 01 •
Deus Pai 06 Único Deus 01 Deus Pai 05 • Deus o Pai 04 • Deus Pai 03 • Deus Pai 02 • Deus Pai 01 •
DEUS o Pai 06 O que Deus quer? 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Set./22
• Deus quer muito pouco de nós humanos, no entanto, Ele espera que não nos afastemos, não aceitemos ideias que o denigrem ou coloquem em dúvida a sua existência. Essa aceitação envolve a fé, respeitar a Aliança e a Nova Aliança, seu Filho único, suas Leis.
• No entanto, há aqueles e aquelas que por ignorância, desinformação, desconhecimento e até por falta de uma formação religiosa, agem contra, O atacam, desrespeitam, Deus quer 0065atamente estas pessoas, seres humanos perdidos, mas também aqueles e aquelas que propositadamente O atacam e a sua Santa Igreja, como aqueles e aquelas que são induzidos a trocar sua fé por outra que se opõe a tudo que a Santa Igreja faz, muitas destas pessoas são iludidas ne consequentemente enganadas e até roubadas, no entanto, não são todas as Igrejas não cristãs que agem desta maneira. Este irmão ou irmã estará sendo conduzido ao pecado e a exploração, por esse motivo Deus os quer.
• Deus também quer converter aquele que vive em pecado, aquele que explora, rouba e até mata, Amém!
DEUS o Pai 05 Único Deus 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./22
• Para falar de Deus é preciso entender que nosso único Deus é formado por três Pessoas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, condição que permite sermos chamados de monoteístas, porque cremos em um único Deus. Não somos e nunca fomos trideístas, mas sim monoteístas. A fé judaica também é monoteísta, sejam nos textos Sagrados do Alcorão, nos textos bíblicos do Antigo Testamento e que mais tarde foram organizados pela Santa Igreja. A Trindade una foi motivo de discórdia e separação no interior da Igreja de Jesus com as heresias. Algumas afirmavam que Jesus não era Filho de Deus, outras que não havia a a Trindade Una, muitos outros motivos para discórdia foram lançados. A Santa Igreja, em seus Concílios, definiu, votou e aprovou, com base nos estudos das Sagradas Escrituras (Antigo e Novo Testamento). Muitos padres, bispos, teólogos e até leigos, se debruçaram desde o início do cristianismo nos estudos das Escrituras, após Cristo, o estudo foi ampliado para o estudo das Tradições Apostólicas. Estes estudos culminaram com o surgimento do Magistério da Santa Igreja.
 
• Foram os quatro primeiros Concílios da Santa Igreja que proclamaram as declarações dogmáticas. Foram séculos de estudos, discussões, definições e entendimento, sempre amparados pela ação do Espírito Santo de Deus. Esses Concílios, Niceia (325), Constantinopla I (381, Éfeso (431) e Calcedônia (451) definiram os rumos a seguir na fé, nunca negados em Concílios posteriores. Amém!
DEUS o Pai 05 Javé
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Nov./21
• Deus se apresenta, no Antigo Testamento como Javé (Jeová ou Iavé), originário da palavra hebraica Yahveh ou Yehovah. significando "Eu sou Aquele que sou". É importante destacar que Deus ou Javé falou com muitos humanos, mas nunca se mostrou fisicamente, ou seja, ninguém O viu. Deus falou com muitos humanos, por exemplo, Noé, Moisés, José, entre outros.
• Estes seres humanos foram especiais em diversos aspectos, mas não diferentes de nós.  Todos nós podemos falar e seu ouvido por Deus, nosso Pai e Senhor. Deus o Pai tem por hábito enviar "representantes" para dialogar conosco, por exemplo, um dos seus Anjos, Santos ou Santas, Nossa Senhora, por exemplo, foi comunicada via um Anjo do Senhor, o mesmo aconteceu com José em sonho. Muitos santos e santas se comunicavam com a Virgem Maria, alguns com outros santos ou santas.
• Santa Joana D'Arc ouvia duas santas são elas: Santa Catarina de Alexandria e da Santa Margarida de Antioquia, além do Arcanjo Miguel. A Virgem Maria, ao contrário, se apresentou em nome da Santíssima Trindade visualmente, ou seja, deixou ser vista pelos videntes, são vários, como de Guadalupe, Fátima, Lourdes, Garabandal (ainda não reconhecido pela Igreja) etc.
• Jesus foi visto pelos Apóstolos em várias oportunidades, como na pescaria, após sua morte, em Pentecostes... Javé, nosso Deus, é um espírito e Senhor, formado pelo Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!
DEUS o Pai 04
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Set./21
• Todos nós sabemos que Deus nunca se revelou fisicamente para nós humanos, mas teve um momento e a uma pessoa Ele se revelou, Jesus Cristo, o único ser humano que sabia como o Pai era e é. Como Jesus Cristo era humano e ao mesmo tempo divino foi em toda história da humanidade Aquele que viu o Pai. Nem mesmo Nossa Senhora O viu e se O viu, não nos foi revelado nas Escrituras Sagradas, pela Tradição Apostólica e nem pelo Magistério da Santa Igreja.
• Este continua sendo um mistério guardado a sete chaves por Deus Pai, Deus Filho e o Espírito Santo. Vale lembrar que o único que temos uma imagem e que chegou a nós é Jesus Cristo com o Santo Sudário de Turim.
• Jesus se fez homem por graça de Deus e ação do Espírito Santo, mas é importante saber que Ele já estava com o Pai durante a criação. Amém!
DEUS o Pai 03
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Abr21
• Deus, o Pai, o Senhor, eterno onipotente, o criador, isso é uma certeza de fé e todo cristão que verdadeiramente crê nesta condição já deu um grande passo para a vida eterna ao lado do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
• O Pai cuida de seus filhos terrenos, nos ampara, educa e orienta, mostrando seu amor por nós mortais. Como Pai nos vê como crianças em fase de aprendizado e que precisamos de muito cuidado e amparo. Sua bondade é tão grande a ponto de enviar seu único Filho para viver entre nós, como mortal, porém, também como um ser divino.
• Deus, o Pai, cuida de todos nós com carinho e atenção e deseja aos seus filhos e filhas terrenos a salvação e são muitas as suas ações em favor dos seres humanos. Infelizmente, muitos humanos não perceberam ainda suas intensões. Muitos em desrespeito às suas Leis, se dizendo cristãos, agem de maneira contrária, por exemplo, defendendo o uso de arma, permitindo e defendendo o aborto, a eutanásia, deixando pessoas morrendo de fome, doentes sem o socorro necessário, entre tantos outros pecados, todos mortais.
• Aquele ou aquela que defende a riqueza de um grupo pequeno e detrimento da maioria da população, que explora, usurpa, rouba, mente, faz uso de inverdades para prejudicar outros seres humanos, apoiam a violência e a guerra.
• Deus, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, na condição de criador poderia destruir tudo ao nosso redor, mas Ele respeita o livre arbítrio, como bom Pai. Amém!
DEUS é Pai 02
Por: Vivaldo Armelin Júnior
• Deus é Pai?
• Sim! Deus é o Pai, não apenas por ser o Criador, mas por nos guiar, orientar, ensinar e nos levar à salvação. Deus é nosso Pai porque nos conduz à vida eterna ao lado dele. É pai que permite, pelo livre arbítrio, que seus filhos, sua criação, decidam seu caminho.
• Ninguém, exceto seu único Filho, Jesus Cristo, teve a possibilidade de vê-lo, nem mesmo Moises teve este privilégio afrente da sarça ardente.
• Deus é amor, amor puro, sem interesses, porém Ele nos pede que o amemos, um amor que nos deve levar à adoração e ao verdadeiro sentido de e da vida.
• Deus é sempre representado como um senhor de idade, mas ninguém sabe como Ele é, outra informação importante, no Céu o tempo inexiste, a eternidade não envelhece! Uma informação importante, Deus vive num mundo espiritual e não físico/material como o nosso.
• Boa reflexão! Amém!

DEUS
Por: Vivaldo Armelin Júnior

  • Na história do ser humano tenta alcançar a Deus, no início era muito comum o sacrifício de animais, como podemos observar em várias passagens da Bíblia no Antigo Testamento. O sacrifício seguia a um ritual contendo orações, preces e ações. Essa busca primitiva era uma tentativa de conhecer um “Ser” que nunca foi visto.

  • Essa busca é narrada em várias passagens da Bíblia e quando o homem tem contato com Deus ele aparece através de um de seus Anjos, do fogo, mas que não queima ou se extingue, através da voz etc. A partir destes breves contatos foi possível a construção de textos e que ao serem unidos formou-se a Bíblia, neste caso, o Antigo Testamento. Muitos fatos e acontecimentos confirmavam a Divindade de Deus, milagres, manifestações, avisos, orientações etc. Como aquela que proporcionou a construção da Arca da Aliança, da saída do Egito comandada por Moisés etc.

  • Bem mais tarde, João Batista divulga a vinda do filho de Deus e batiza em seu nome nas águas do Rio Jordão.

  • Quando Jesus começa a pregar exalta o Pai Celestial e modifica a sua imagem perante a população, valorizando a sua bondade, compaixão, seu amor... Fatos narrados pelos Apóstolos de Jesus em textos que ao serem unidos formaram o Novo Testamento e que foi anexado à Bíblia Sagrada.

  • Até hoje procuramos entender quem é Deus, mas ainda o conhecemos muito pouco.

  • É interessante que continuamos na busca pelo sentido da vida. Por quê estamos aqui? Para onde vamos?

  • Qual será a nossa missão?

  • Entender Quem é este Deus nos dá força, alegria, vontade de seguir em frente e a Fé é uma forma de nos aproximarmos Dele, mas ainda não responde a todas as nossas dúvidas, como foi dito, pouco se sabe sobre Deus. Então quem é Deus?

  • Deus é o Criador deste universo, é maior que sua criação, é o guardião de sua criação, por esta razão está presente e ocupa todo espaço de sua criação. Tudo vê, tudo sabe e a todos conhece. Segundo a Bíblia, no Antigo Testamento, foi Deus, em sete dias, que criou o mundo, a vida vegetal, animal e fez o ser humano a sua semelhança. Ainda, baseando-se no Antigo Testamento, o ser humano ganha a capacidade do decidir, o Livre Arbítrio.

  • Deus é o Pai, Criador, Sabedoria, Guardião de sua criação, Referência e o Caminho.

  • O estudo sobre Deus recebe o nome de Teologia (ciências dos Deuses) e é através dela que o ser humano pode conhecer melhor o Pai e entender alguns de seus dogmas, Atributos, sua Essência e Santidade.

  • Como Atributos de Deus temos as seguintes definições:

1. É UNO: em outras palavras, é o único Deus, ou seja, não há outros.
2. É PURO ou SIMPLES: Não há o que se acrescentar ou retirar, pois Deus é a puríssima Santidade e Espiritualidade.
3. É IMUTÁVEL: O tempo passa e Deus continua o mesmo, ou seja, Ele foi, é e será o mesmo, sempre perfeito e propagando seu amor de Pai.
4. É ETERNO: Deus vive para sempre, não se sabe quando surgiu, mas sabe-se que nunca deixará de existir.
5. É ONIPRESENTE: A Onipresença de Deus possibilita a nossa comunicação com ele, ou seja, uma ligação espiritual, não importando onde nos encontramos, basta que queiramos nos aproximar dele.
6. É ONISCIENTE: Ele sabe tudo que acontece e que poderá acontecer.
7, É ONIPOTENTE: Deus tudo pode, tudo Lhe é possível.
Medite sobre estas informações!


Voltar para o conteúdo