ParaRefletir01 - FamíliaJMJ 25Mar2021

Iniciado como VivaJesusBr, em: 15/01/2002
Vivaldo Armelin Júnior
Nova denominação: 25/01/2021
FamíliaJMJ (Jesus, Maria e José)
Ir para o conteúdo

ParaRefletir01

• Reflexão
Índice
(Em ordem de lançamento)
Profeta Zacarias 01 • Refletir 06 - Pecado 01 • Refletir 05 - Quaresma 01
• Refletir 04 - Cura Espiritual e Física 01 • Refletir 03 - Catecismo da Igreja Católica 01
• Refletir 02 - Eucaristia X Aparições X Pandemia 01 • Refletir 01 - A Paz é Amor? 01 •
Refletir 08 - Profeta Zacarias 02
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Agol./22
• Seus trabalhos duraram provavelmente até pouco tempo após a construção do Templo de Jerusalém e fez diversas profecias que mais tarde se confirmaram. Atendeu tudo que Deus solicitou (Javé), vivendo por muitos anos e elevada idade. Amém!
Refletir 07 - Profeta Zacarias 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jul./22
• O profeta Zacarias não é o pai de João Batista, que também se chamava Zacarias. Eles nem mesmo viveram próximos ou se encontraram, pois viveram em épocas bem diferentes. Há muita confusão entre o Apóstolo Zacarias e o pai de João Batista tudo por ter o mesmo nome. Amém!
Refletir 06 - Pecado 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jul./22
• O pecado é uma prática que vem sendo incentivada pelo comércio, indústria, meios de comunicação, como a televisão e o cinema, na maioria das vezes em favor da riqueza de poucos, da dominação, exploração, destruição da família etc. Essa é uma das razões que levam a perseguição da Santa Igreja, pois ela trabalha exatamente pela igualdade das pessoas, respeito à vida, entre os irmãos e irmãs, pela fé e consequentemente pela família atendendo todos aqueles e aquelas que estão perdidas, vivendo de maneira promíscua, sem fé, mas também os necessitados, incapazes, enfermos, abandonados... Tudo é realizado nos cinco continentes (África, Américas, Ásia, Europa e Oceania) não impondo, mas orientando, evangelizando, convertendo, ajudando, amparando, guiando, contribuindo com o crescimento pessoal, familiar e social, entre outras ações. Amém!
Refletir 05 - Quaresma 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jun./22
• A Quaresma é o período é o período em que Nosso Senhor Jesus Cristo viveu no deserto, quarenta dias e quarenta noites, tem como significado real e vivo do refúgio e amparo de Deus Pai durante estes dias e noites. Conta a Bíblia, Novo Testamento (N.T.), que, logo após o Batismo de Jesus Cristo por João Batista, seu primo, Jesus parte para o deserto. Numa análise mais ampla, pode-se entender o deserto como sendo nosso lado frágil por estar distante de Deus e sua Palavra e, sem a proteção do Pai, tudo é mais difícil. porque a fragilidade nos distancia do amor de Deus, no entanto, este mesmo deserto representa a aproximação com Deus Pai pelo distanciamento dos problemas de nosso dia a dia, ou seja, Deus estará no nosso coração durante este desafio que é a Quaresma. Outra analogia, é que nosso coração está vegetando e na Quaresma ele é restaurado e passa a estar vivo, vivo com Deus.
• Viver a Quaresma é meditar e entender as coisas de Deus, ou seja, da Santíssima Trindade, essa ação nos leva a crer, amar e adorar ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Amém!
Refletir 04 - Cura Espiritual e Física 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mai./22
• Dou início a mais uma página do site FamíliaJMJ.com com o título "Cura" onde apresento as possibilidades de cura espiritual e física crendo em um Pai, um Filho e um Espírito Santo, nosso único Deus. Não falarei sobre ações que garantam uma cura, como muitas publicações comerciais o fazem, mas sim o ato de ter fé e crer que Deus nos ama. É um assunto complexo e exige muita leitura para não cair em charlatanismo e interesses escusos e enganosos, muitas vezes por interesses apenas financeiros.
• Não há como garantir que Deus faça um milagre e cure fisicamente um ser humano, mas espiritualmente ele atuará com maior dedicação. Tanto a cura espiritual, bem como a física, em muitas situações depende exclusivamente de nós próprios e não de um milagre. Quando um ser humano trai e não respeita a união conjugal, por exemplo, está pecando, está doente, enfermo espiritualmente, a alma está ferida e sangrando, uma verdadeira hemorragia.
• Nosso corpo, seja de um homem ou de uma mulher pode ficar doente espiritualmente e fisicamente, tudo porque nos foi dado por Deus uma alma e, o mais importante, as doenças espirituais poderão trazer as doenças físicas, psicológicas, mentais... Deus nos deu o livre arbítrio, condição que nos permite tomar algumas decisões a nosso favor, mas sem violar as Leis de Deus e é neste ponto em que as doenças espirituais surgem, pois é muito fácil superar os limites. Por outro lado, as doenças físicas podem surgir por alguma situação impossível de ser impedida, como o câncer, por exemplo, porém, tem doenças que não surgiriam caso tomássemos alguns cuidados e precauções. Boa reflexão e pesquisa! Amém!
Refletir 03 - Catecismo da Igreja Católica 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Abr./22
• O Catecismo da Igreja Católica, atualizado pelo Papa João Paulo II, Santo, não é uma nova Bíblia, mas sim um documento que produz respostas e explicações sobre a fé cristã Católica Apostólica Romana, ou seja, a fé na Santíssima Trindade una. Sua leitura é necessária para que seja possível entender a fé na Igreja de Jesus Cristo e o que Ela determina com base nas Sagradas Escrituras, na Sagrada Tradição Apostólica e no Sagrado Magistério. Amém!
Refletir 02 - Eucaristia X Aparições X Pandemia
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./22
• O Anjo do Senhor apareceu para os três pastorezinhos lhes oferecem a Eucaristia, depois Nossa Senhora reforça a necessidade da Eucaristia, isso aconteceu em Fátima, Portugal, em Garabandal, Espanha, Međugorje, na Bósnia e Herzegovina, entre outras aparições. É preciso entender que não mais podemos desprezar o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, é obvio que com a pandemia houve a necessidade de se afastar das aglomerações, reuniões entre irmãos, como as procissões, Missas, batizados, entre outras solenidades, para isso, toda a Igreja Católica Apostólica Romana, a única Igreja fundada por Jesus Cristo, investiu na transmissão online ao vivo de Missas, eu assisti Missas, no período de isolamento, com apenas o sacerdote e um ou dois auxiliares, uma pessoa na switcher (ilha de edição), pois, as câmeras, eram robotizadas. Hoje em dia estas reuniões já estão liberadas, mas tem uma regra importante, o uso de máscaras, álcool gel e distanciamento social. Tenho certeza de que a Santíssima Trindade aprovou estas medidas e que ninguém pecou por se distanciar fisicamente de uma igreja. Mesmo hoje em dia, nem todos poderão se expor por fazer parte de um grupo de risco, não importando se tomou as três doses da vacina.
• A Eucaristia só tem valor se recebida pessoalmente, mas no momento da comunhão as igreja colocavam uma mensagem informando que ele tinha e tem o valor espiritual, repito, não é a mesma coisa que recebê-la pessoalmente e fisicamente, mas em um período como este é importante entender. A Santa Igreja Católica Apostólica Romana em nenhum momento expos religiosos, religiosas, fiéis leigos e leigas à pandemia, fez sim uma grande campanha para o isolamento e os cuidados com a saúde, mas sempre destacou, se não pode estar presente fisicamente, participe virtualmente, as redes sociais, as emissoras católicas de rádio e TV permaneceram transmitindo sua programação e com todos cuidados.
• Ninguém desobedeceu a Mãe de Deus ou a seus anjos durante este período, mas com a diminuição desta catástrofe é importante o retorno às Missas, procissões, Confissão, Missas etc. Amém!
Refletir 01 - A Paz é Amor?
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./22
• Qualquer um ou qualquer uma que busca solucionar seus problemas por meio da violências, humilhação, agressão, não segue a Deus, o pior, quando se faz uso de armas, de qualquer tipo e provoca o flagelo de inocentes. Deus pregou e prega o amor, portanto a paz, não há amor sem paz e não há paz sem amor. O uso da força bélica é um crime contra Deus principalmente se este é provocado por interesses pessoais, egoístas e mesquinhos.
• Isso vale para aquele ou aquela que ataca o pobre que dorme na rua, que explora aquele ou aquela que tem condições inferiores socialmente, de estudo, doentes, mas também aquele ou aquela que manda agredir, matar, viciar, provocar briga ou provocar guerra.
• Infelizmente no nosso mundo as armas falam mais alto, tudo por interesse e hegemonia política, social e econômica, nestas condições o intolerância está presente em ambos os lados, por esta razão precisamos, sem nenhuma dúvida, eliminar todo tipo de arma e voltarmos ao amor a Deus, a todos os seres humanos, há natureza e à vida neste planeta. Reforçando, quem defende e apoia  o uso de arma não está ao lado de Deus! Amém!
Voltar para o conteúdo