Por quê? - FamíliaJMJ 25Mar2021

Iniciado como VivaJesusBr, em: 15/01/2002
Vivaldo Armelin Júnior
Nova denominação: 25/01/2021
FamíliaJMJ (Jesus, Maria e José)
Ir para o conteúdo

Por quê?

• Por quê?
Apóstolos?
Por quê? 21
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jun./22
— Por quê? Apóstolos01
 
• A Palavra apóstolo significa de modo geral “mensageiro” ou “enviado”, é, portanto, a missão dos Apóstolos que seguiam Jesus Cristo e que foram enviados para levar a Palavra. Um mensageiro leva a outros e outras informações, no caso dos seguidores de Jesus, tinham o dever de levar a verdade e as experiências ao lado de Jesus Cristo, inclui as mensagens, pregações, curas, milagres, ações... Existiram apenas os Apóstolos designados por Jesus Cristo, incluindo Matias e Paulo. Qualquer pessoa que se autointitula apóstolo está em desacordo com a fé. Boa leitura e pesquisa!
Jesus, homem e Deus?
Por quê? 20
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jun./22
— Por quê? Jesus Homem01
• Sim! Ele é ambos, pois Jesus se fez homem para salvar seus filhos humanos, também é Deus e está hoje em Corpo e Alma no Céu, isso aconteceu após a Ressurreição, pois é um ser espiritual, vivo, poderoso, eterno e fiel desde o princípio. Amém!
Cristo morreu?
Por quê? 19
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jun./22
• Jesus Cristo, Filho único de Deus Pai e da humana Santa Maria, teve como pai terreno adotivo São José, um ser tão especial que se entregou à morte por nós humanos e mortais. Jesus foi enviado pelo Pai para nos salvar e nos livrar do pecado original, por essa razão teve uma morte violenta , humilhante e dolorosa, mas outros motivos também são importantes, como, as consequências  e resultados provenientes de sua atuação, de seus milagres, curas, da maneira que pregava e como anunciava a Palavra e, principalmente, por se anunciar como Filho de Deus, essa afirmação vinda de Jesus, além de deixar os principais do templo com medo de perder o poder, entre outras situações. Era acusado pelos responsáveis pelo templo de blasfemador e até criminoso, por essa razão também era muito perseguido.
• Sua morte foi a oportunidade dada por Deus Pai para que o ser humano fosse libertado e perdoado do pecado original. Como já disse, foi seguida de muita violência por parte dos líderes do templo, dos soldados romanos e até por parte de algumas pessoas de posse, porém, é preciso entender que Deus não agiu com crueldade ou maldade colocando seu Filho Único à disposição dos líderes do templo.
• Muitos, desinformados, chegam a afirmar que Jesus não passou por esse sofrimento todo, mas não tem sustentação essa afirmação, pois a Igreja, além da Bíblia, Novo Testamento, tem a Sagrada Tradição Apostólica, sem falar em documentos encontrados referentes á época. A morte de Jesus também está envolta em uma quantidade imensa de Mistérios, ainda não revelados. Amém!
Por que Papa?
Por quê? 18
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mai./22
• O Papa é eleito pelos Cardeais e é o sucessor de São Pedro e ele recebe este nome por ser o representante de Jesus Cristo no nosso planeta. ou seja, é o chefe ou líder supremo da Santa Igreja Católica, também por ser eleito sob ação do Espírito Santo, isso não significa que ele será beatificado ou canonizado.
• O Santo Padre, Santo Papa, Sumo Pontífice, Bispo de Roma, são maneiras de identificação do religioso eleito como sucessor de São Pedro para dirigir a única Igreja de Jesus Cristo e fundada por Ele. Outra questão é que ele tem o dom da infalibilidade quando se trata de assuntos de fé e da fé. O Papa também é um Chefe de Estado, pois o Vaticano é uma cidade estado e com poder próprio e autonomia em relação ao Estado italiano, por essa razão, todo país que visitar é recebido pelo líder maior daquele país. Boa leitura e reflexão!
Por que batizar uma criança?
Por quê? 17
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./22
• A Santa Igreja adotou o Sacramento do Batismo quando o ser humano ainda é bebê, o Pe. Alberto Luiz Gambarini, em seu livro "Perguntas e Respostas sobre a Fé", Ágape, responde de maneira pedagógica os motivos que levaram a Santa Igreja a não mais batizar quando adulto, como ocorreu com Jesus Cristo. Jesus foi batizado com água e nós, após este evento somos batizados sob os dons do Espírito Santo. Quando uma criança, mesmo sendo um bebê, sem consciência em relação à Cerimônia, é batizada e os pais e padrinhos a amparará espiritualmente e na fé. Outra questão importante, com o batizado na infância permite mais cedo a criança envolver-se com a fé, e receber os outros Sacramentos. Quando um crente, evangélico questionar o Sacramento do Batismo realizado pela Igreja Católica a resposta será, foi salva do pecado original uma alma inocente. Amém!
Por que rezar?
Por quê? 16
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./22
• Para chegar a Deus a oração ou reza é fundamental, pois é por meio delas que dialogamos com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Vale lembrar que todos os Santos e Santas rezavam muito e muitas vezes por dia, alguns até de madrugada.
• Sem a reza não há como chegar à salvação e a vida eterna, alimento para a alma, consequentemente aproximação a Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!
Por que ter fé?
Por quê? 15
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Fev./22
• A resposta é simples, a fé é amar, é ter caridade, é se entregar a Deus na Santíssima Trindade una, à Família Sagrada, ter solidariedade, compaixão e, o mais importante, ter respeito pela vida, pela família, amigos e amigas, desconhecidos e desconhecidas, pela natureza, ou seja, levar o amor de Deus a todos os seres humanos. Amém!
Por que o pesar do Papa?
Por que o Natal em Dezembro?
Por que o período do Advento?
Por que Pentecostes?
Por que finados?
Por quê? 14
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Jan./22
• Quando o Papa se apresenta com pesar, não é apenas para dizer pêsames, mas também para indicar sua tristeza com a passagem de um ser humano para a outra vida. Esse pesar tem diversas origens, como, o falecimento pela idade, saúde, um acidente, catástrofe (natural ou não), guerra, atentado, homicídio etc.
• Quando o Papa declara seu pesar, na realidade ele está sofrendo por aquela ou aquelas almas que se foram, ou seja, morreram. Como representante de Jesus Cristo na terra, sucessor do Apóstolo Pedro, dedicado aos filhos terrenos de Deus, tem como este (Pedro), sofrer quando um ser humano falece e quando ele recebe a informação, vai orar por aquela alma e em consequência sofre pelos que ficaram e pelo(s) que se foi(ram). Não é, portanto, o simples ato de se desejar os pêsames. Também, irá abençoar aquela(s) alma(s) para que possam ser salvas. Amém!
Por quê? 13
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Dez./21
• Existem algumas teorias sobre a data do Natal, mas a mais aceita está relacionada aos romanos. Provavelmente em 354 é adotada esta data, mesmo porque não era sabido e não tinham, na época evidências sobre a data do Nascimento de Jesus Cristo. Por essa razão, os romanos, aproveitando da data da comemoração pagã do solstício. Mais recentemente, diversos pesquisadores, historiadores e cientistas levantaram a hipótese do nascimento de Jesus entre março e junho ou julho com base nas descrições do Novo Testamento.
• Outra explicação que completa a anterior é o fato da Igreja, por não ter na época evidências sobre a data do nascimento, confirmou a data porque está próxima do final do ano e em simbologia, o renascimento, ou seja, passar a ideia de um novo tempo.
• Estas explicações não são as únicas, existem outras, porém, todo cristão católico reconhece nesta data como sendo a Festa para Aquele que se entregou como redentor à nossa salvação. Amém!
Por quê? 12
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Nov./21
• O Advento é o período que antecede a festa do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo e é comemorado a partir do quarto domingo que antecede o dia de Natal; ´um período de preparação espiritual e até física para comemorarmos a vinda do nosso Salvador e Pai, Jesus Cristo.
• Completanto, a palavra advento significa a chegada, ou seja, a chegada do Senhor, nosso Deus e Pai. Amém!

Por quê? 11
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Nov./21
• Pentecostes é o dia em que o Espírito Santo banhou os Apóstolos com os seus dons. Este acontecimento ocorreu cinquenta dias após a morte de Jesus, mas vale lembrar que é uma data especial descrita no Antigo Testamento quando Moisés recebeu de Deus as Tábuas das Leis, ou seja, os Dez Mandamentos de Deus.
• Por quê? Simples, os Apóstolos precisavam levar para o mundo a Palavra de Jesus e consequentemente de Deus. Por essa razão os dons do Espírito Santo permitiram que Eles se comunicassem em qualquer língua, sem nunca as ter falado. A evangelização com este dom, pois foram para vários países da Ásia, Europa, África e Oriente Médio.
• Pentecostes é a reunificação dos povos, principalmente aqueles distantes de Deus, também das famílias, tão degradada e incompreendida nos nossos dias, muitas vezes por ações deliberadas de pessoas mal-intencionadas e que desejam a destruição da Santa Igreja, mas também por aqueles e aquelas que desejam o poder econômico, a exploração e a destruição.
• O Papa Bento XVI, por exemplo, era defensor desta ideia, quando Papa, pois agora é Papa Emérito. O tema é muito mais complexo, aqui dou uma pequena explicação para instigar novas pesquisas e análises, sempre baseada nas orientações da Santa Igreja, nas Sagradas Escrituras, Nas Sagradas Tradições Apostólicas e no Sagrado Magistério da Santa Igreja. Amém!
Por quê? 10
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./21
• A palavra Finados em dicionários é definida como: "Dia dos mortos, dos falecidos...", no entanto, para a Santa Igreja Católica Apostólica Romana, essa data é muito especial, é uma data de rezarmos por aqueles e aquelas que já faleceram com alegria, sem tristeza, mas com saudades. Não é um dia de sofrimento porque é uma data de pedirmos por todas as almas, mesmo aquelas que em vida pecaram e ofenderam ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
• Tenha certeza de que Deus os está amparando no Céu, mesmo acontece com as almas que estão no purgatório. Mas é importante rezar pelas almas perdidas e que estão na morada daquele que deseja e só faz o mal, essas orações o enfraquecem. Que o Dia de Finados seja um dia de saudade e não de sofrimento, agonia e desânimo, com muita paz, felicidade e saúde! Amém!
Por que ser fiel no Matrimônio?
Por quê não podemos cometer pecados?
Por quê? 09
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./21
• Se um homem e uma mulher se uniram por meio da celebração do Sacramento do Matrimônio em uma cerimônia realizada por um sacerdote ou um bispo ambos assumem um relacionamento único e eterno diante dos padrinhos e madrinhas e demais familiares, amigos e conhecidos que acompanham a cerimônia, mas principalmente diante da Santíssima Trindade, pois naquele momento estão presentes o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
• O matrimônio na Igreja Católica Apostólica Romana segue as Leis de Deus Pai e as nos trazidas pelo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo. Nesta cerimônia são derramados os dons do Espírito Santo, portanto é uma reunião sagrada para os seres humanos e para Deus.
• A traição por parte de um dos cônjuges que se casaram na Santa Igreja de Jesus Cristo ou que se casaram em uma das Igrejas que aceitam o Papa como sucessor de São Pedro, desrespeitará as Leis de Deus, mas principalmente quebrando a sua palavra, dada diante de todos ali presentes e da Santíssima Trindade. Quem trai está em pecado contra si, contra o parceiro ou parceira e diante de Deus. Rezemos para que as pessoas passem a respeitar uns aos outros e, principalmente, as Leis de Deus, como os Dez Mandamentos. Amém!
Por quê? 08
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./21
• Por quê não podemos cometer pecado? O pecado é ir contra as Leis de Deus Pai, ou seja, é a opção de cada ser humano em respeitá-la ou não, nesta segunda situação está o pecado. Deus nos deu o livre arbítrio para que não dependêssemos Dele em tudo e, desta maneira, podermos escolher nosso caminho. Deus quer a paz, não as armas, quer a saúde, não a morte, quer a tranquilidade e não a violência, por quê? Porque Ele nos ama e quem ama não quer o mal de ninguém.
• Não podemos pecar por este motivo acima exposto, o aborto, eutanásia, homicídio, levar alguém ao suicídio é um pecado gravíssimo, condição desfavorável à Lei maior, a de Deus Pai. Amém!
Por quê somos irmãos e irmãs na Igreja Católica?
Por quê ter fé?
Por quê? 07
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./21
• Deus é o criador, portanto, é o Pai, se deus criou o homem e a mulher então somos todos filhos de um único Pai, que é Deus, portanto, irmãos. Esta é a primeira explicação do porquê somos irmãos e irmãs. No entanto, para esta explicação precisa ser um pouco mais detalhada na sua análise.
• Deus nos fez irmãos e irmãs porque devemos ser caridosos, dedicados, solidários, íntegros, respeitar, amar, defender e compartilhar com os menos favorecidos, um irmão ou uma irmã, são da mesma família, condição que nos colocam um em favor do outro, sempre valorizando o amor, como amamos ao Pai. O Pai do Céu nos ama e demonstrou isso desde o início, nos deu os patriarcas, profetas, santos e santas, e o mais importante, seu próprio Filho, que humano e divino, nos ensinou a amar, respeitar, ser caridosos. Quando os irmãos se entendem, cada um estará entendendo a Deus e fazendo o que Ele espera de nós, que o adoremos direta e indiretamente, pois, quando nos entendemos com nossos irmãos e irmãs, estamos sim amando à Santíssima Trindade, nosso único Deus. Amém!
Por quê? 06
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Set./21
• Uma pergunta que proporciona uma resposta longa, daria um livro com pelo menos duzentas páginas, mas o objetivo desta seção do site FamíliaJMJ.com é abrir uma oportunidade de analisa, reflexão e conclusão. Bom vamos a resposta!
• Ter fé é a essência de uma religião, no caso da fé católica é mais complexa, pois cremos num Deus que vive no mundo espiritual, o Céu, que nunca se revelou diante de uma ser humano comum, apenas para Jesus Cristo, por ser seu Filho único. Portanto, ter fé é crer no "invisível", em um ser imaterial e imortal. Ter fé é crer que Deus existe, em consequência toda família celestial, como os santos e santas, anjos, arcanjos e todos aqueles e aquelas que no Céu vivem.
• Ter fé é adorar a Deus, nosso Deus é composto de três pessoas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, portanto só a Eles adorar, resumindo, temos um único Deus. Ter fé é saber diferenciar a adoração a Deus da devoção aos Santos e Santas, inclusive a Nossa Senhora, a Santa Maria e a São José. Jesus está presente na Santíssima Trindade e na Sagrada Família, como ser divino e como ser humano ao lado de sua Mãe e de seu Pai terreno ou adotivo.
• Este assunto será aprofundado em outras matérias. Creiam com toda força em nosso Deus, adorando-o. Amém!
Por quê perdoar?
Por quê sou Católico Apostólico Romano?
Por quê ocorre a clausura por religiosos e religiosas?
Por quê? 05
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Set./21
• O perdão é uma dádiva que vem do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e no nosso planetinha, a Terra, o maior exemplo vem de um homem, um mortal, chamado José. É interessante que José perdoou mesmo antes de saber a verdade, estou falando de Maria. Se José não a houvesse perdoado ela seria apedrejada, esse fato se deu antes do sonho e mensagem do Anjos do Senhor. Sua ideia foi de abandoná-la, portanto assumindo toda responsabilidade perante a lei judaica, nesta situação Maria não seria acusada e condenada à morte por apedrejamento.
• O segundo perdão ocorreu após o sonho e a mensagem do Anjo, como nos é relatado na Bíblia. José além de perdoá-la, assumiu Jesus não só como Filho de Deus, mas sim, como se fosse seu, do seu próprio sangue. Cabe a nós, pequenos mortais, homens e mulheres, perdoar a todos irmãos e irmãs que necessitam! Amém!
Por quê? 04
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Set./21
• Poderia dar uma resposta direta, mas irei fazê-la de maneira mais completa, a resposta direta seria:
— Porque é a única Igreja fundada por Jesus Cristo!
• Na resposta mais completa é preciso entender que a fé católica não se baseia apenas nas Escrituras Sagradas, mas em três pilares de sustentação, o primeiro são as Escrituras Sagradas, o segundo é a Tradição Apostólica e o terceiro é o Sagrado Magistério da Santa Igreja.
• O católico, homem ou mulher, tem na sua fé o amor de Deus por nós, quando falo em Deus me refiro à Santíssima Trindade, ou seja, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Com o Magistério a Igreja Católica é unificada e não depende de opiniões particulares e de interesse pessoal ou particular. Outra questão importante, trata-se de uma Igreja construtora das sociedades, mesmo em nossos dias, portanto ela não abandona seus filhos mais necessitados, um exemplo são as doações em espécie, em material médico, medicamento e até aparelhos para hospitais em função da pandemia. Essas doações não são apenas para hospitais italianos, mas para todos os hospitais do mundo. Outro exemplo, o Papa João Paulo II, hoje Santo, quando esteve na Fazenda da Esperança doou 100 mil euros para aquela instituição que tem como missão salvar homens e mulheres dos vícios.
• Para concluir, a Igreja Católica é também um Estado (país) reconhecido em todo mundo, onde o Papa, sucessor de São Pedro, vale lembrar que os pastores, bispos, apóstolos de outras igrejas denominadas cristãs não o são, mais um detalhe importante, São Pedro, o primeiro Papa, foi "empossado" pessoalmente por Jesus Cristo e respeitado por todos os demais Apóstolos e discípulos que seguiam o Filho de Deus. Nenhum religioso, fiel à sua fé, respeita uma condição própria de sua missão, não ter posses em bens e ou espécies, portanto não tem o que deixar de herança, ou melhor, geralmente deixam as suas vestes, sua Bíblia – Antigo e Novo Testamento, e mais nada. Acredite, esta é a verdadeira Igreja de Jesus Cristo! Amém!
Por quê? 03
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Ago./21
• A clausura é uma opção, mas principalmente uma renúncia, por parte de religiosos e religiosas com a finalidade de se dedicar exclusivamente a Deus, também à comunidade em que vivem. É importante saber que o ou a reclusa não tem posses, bens, contato externo, até mesmo às informações sobre o mundo fora do convento, mosteiro, por exemplo.
 
• Nesta opção de renúncia não os colocam distantes do mundo externo, pois em suas rotinas diárias fazem orações, sacrifícios e em favor de todos e todas. Eles têm conhecimento do que se passa no mundo, mas o que é importante e fundamental para a fé e vida consagrada, por essa razão, não possuem televisão, rádio, não recebem jornais ou revistas ou qualquer outro meio de comunicação, nem mesmo celulares, smartphone e computadores são aceitos, portanto não tem acesso à internet.
 
• Os monges e monjas que vivem de maneira privada tem seu espaço pessoal, um pequeno quarto que recebe o nome de cela. É um espaço particular, mas não de sua propriedade, onde pode ler as Escrituras Sagradas, publicações religiosas, descansar e se preparar para o trabalho diário. Estas celas são individuais, geralmente possuem uma cama, um pequeno armário, uma escrivaninha, pequena mesa, cadeira e ou um criado mudo.
 
• Para concluir, estes e estas religiosos ou religiosas, não vivem para si, mas sim por todos nós, pois seus sacrifícios tem como objetivo salvar a humanidade e a clausura masculina não permite acesso de mulheres, o mesmo acontece com a clausura feminbina, onde os homens não temn acesso, nem mesmo os padres, apenas os Bispos. Amém!
Por quê? 03
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Ago./21
• Por que a Igreja Católica se denomina Apostólica?
• Porque ela vem dos Apóstolos de Jesus, não foi criada por eles, mas por Jesus Cristo, porém, foram eles os responsáveis por levá-la ao mundo, também eles são os responsáveis por nos garantir as informações, ensinamentos, ações e atos de Jesus Cristo. os Apóstolos também nos garantiram uma das três estruturas do catolicismo que é a Tradição Apostólica. Amém!
Por quê Jesus criou a sua Igreja?
Por quê? 02
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Ago./21
• Todo mundo sabe que Jesus Cristo seguiu a Igreja que seu pai, José e sua mãe, Maria, seguiam, ou seja, a Igreja judaica. Então por que ele criou outra Igreja? Muito fácil entender, Deus nos enviou Jesus Cristo como parte da nova Aliança, por essa razão, a renovação da Sua Igreja era necessária. Por que renovação? Porque a Igreja de Jesus Cristo, a Católica Apostólica Romana, segue em continuidade à Igreja judaica, seguimos o Antigo Testamento, que também é parte daquela Igreja e ele nos prepara para o Novo Testamento.
 
• A Igreja fundada por Jesus Cristo e entregue a Pedro, a pedra fundamental, o primeiro Papa, tem novas propostas de amor e fé, com grandes revelações e caminhos para a salvação, mas segue as Leis de Deus constantes do Antigo Testamento. Por exemplo, o sacrifício do cordeiro mudou, pois Jesus se sacrificou por nós, Ele é o Cordeiro de Deus, neste caso deixou-se de realizar cerimônias com o holocausto, ou seja, com o sacrifício de um ser vivo, que não era só o cordeiro, mas também pombas, gado etc.
 
• A "nova" Igreja é feita de amor, não de ódio, de atenção ao próximo, não de desprezo, da caridade, não do descaso e abandono, da solidariedade e não da ganância e poder. Mais uma vez destaco, os Judeus não são os responsáveis pela morte de Jesus, mas sim as autoridades da Igreja judaica e os romanos. Amém!
» Sugestão de leitura: A Sagrada Escritura - Coleção Escola da Fé, Prof. Felipe Aquino, Editora Cléofas.
Por quê ser cristão católico?
Por quê? 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Ago./21
• Todo aquele ou aquela que está presente na Igreja de Jesus Cristo, ou seja, a Igreja Católica Apostólica Romana, é bombardeado por críticas, desinformações, mentiras e calúnias. É muito comum ouvir de irmãos que pertencem a outras igrejas, seitas ou grupos cristãos, falar que encontraram Jesus. Pode ser até que o encontrem, mas na realidade a única Igreja que Ele fundou é a Igreja Católica. Parte da resposta está neste comentário, mas existem elementos importantes.
• Sou cristão porque acredito na Santíssima Trindade, ou seja, no Pai, no Filho e no Espírito Santo, acredita na Sagrada Família, São José, Santa Maria e Jesus Cristo. Sou cristão porque aceito o que me orienta o Sagrado Magistérios e a Sagrada Tradição, bem como no que está escrito nas Sagradas Escrituras, Antigo e Novo Testamento.
• Nesse contexto, tem-se a oportunidade de receber todos os Sacramentos instituídos por Jesus Cristo, portanto, por Deus. Outras seitas, Igrejas ou grupos não aceitam os Sacramentos, não aceitam Maria, a Mãe de Jesus, São José, todos os Santos e Santas etc.
• A única Igreja que possui três "pernas estruturais", como já foi comentado, as Escrituras Sagradas, a Tradição Apostólica e o Sagrado Magistério.
• A Igreja é a única que promoveu e possibilitou a evolução do mundo ocidental. A única que teve e tem diversas entidades e ordens que prestam assistência social, como a Cáritas e AIS (A Igreja que Sofre), instituições e entidades que assistem pessoas que estão em risco de morte, com a saúde precária, passam fome, vítimas de violências, como as guerras, vítimas do abandono, como os idosos e crianças, assistência às mães solteiras, a viciados em drogas....
• A única que tem mais de dois mil anos de existência. A única em que Jesus Cristo instituiu o primeiro Papa. Entre tantas outras condições e realizações. Amém!
Por quê? 01
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Ago./21
• Início um novo espaço no Site FamíliaJMJ.com onde responderei a perguntas que levem à evangelização e à formação. Este espaço substitui um anterior quando era VivaJesusBr.com denominado "O que é?". Boa informação! Amém!
Voltar para o conteúdo